terça-feira, 26 de abril de 2011

Sim, sou uma pessoa extremamente desesperada, intensa, extrema, sincera. Talvez o meu maior defeito é ser sincera com os outros, eles sempre se afastam de mim por isso. Agora me ignoram, eu vou passar mal até que um dia eu consiga falar sobre o fato ocorrido. 
E quando me perguntarem: Bárbara, como você está? Responderei, sorrindo: Curtindo minha depressão.


E eu esqueço tudo o que me disseram sobre não sofrer por antecipação, sobre dar um tempo, sobre esperar, sobre pensar no lado bom disso tudo. 
Toda ação gera uma reação, e toda reação gera consequências.


Bom, estou abalada, não se assuste com a falta de sentido dos posts.

2 comentários: