terça-feira, 15 de novembro de 2011

" Chovia forte, ela olhava os pingos que caiam sobre aquele caco de vidro no chão do quintal, logo começou a se lembrar do momento em que teve seu coração partido. Dessa vez a recordação não lhe doeu, ao contrário, ela sorriu, e ao sorrir percebeu que havia superado todo a passado, e que olhar pra frente se tornou possível novamente."

Nenhum comentário:

Postar um comentário