domingo, 26 de junho de 2011

Não importa, o tempo vai passar, e vai levar muitas coisas junto com ele, você vai mudar mesmo que não seja a sua vontade, você vai se afastar de certos vícios e adquirir vícios novos, mudar hábitos, conhecer novos amigos, talvez viver um amor... Vai rir de coisas que te faziam chorar, vai perceber que tu cresceu, e vai se assustar quando ver que você não é mais como era há um tempinho atrás, tudo acontece tão rápido! O tempo passa, e a dor que você sentia, aquela saudade, aquele vazio passam também, e em contrapartida surgem mais sentimentos e emoções, e mais perdas, e você supera, mesmo estando num momento onde não estava preparado pra algo ruim. A vida sempre guarda uma surpresa, e as melhores sempre vem quando você menos espera, então você aproveita cada instante, porque sabe que os melhores momentos passam em instantes, no meio do caminho você se arrepende de algo que fez o que podia ter feito, e continua seguindo. Se você não seguir em frente quem vai te levar?

sábado, 18 de junho de 2011



Disseram-me que as nossas vidas não valem grande coisa,
Elas passam em instantes como murcham as rosas.
Disseram-me que o tempo que desliza é um bastardo
Que das nossas tristezas ele faz seus investimentos 

Disseram-me que o destino debocha de nós
Que não nos dá nada e nos promete tudo
Faz parecer que a felicidade está ao alcance das mãos,
Então a gente estende a mão e se descobre louco [...]



Ficou lá atrás

Se lembra de como você era otimista? Lembra dos sorrisos tão sinceros, do olhar cheio de esperança? Lembra da sua crença de que tudo daria certo? Lembra de como você estava melhor há um tempo atrás?

Sim, eu me lembro, e até sinto saudades desse tempo. Um dia talvez eu consiga ser assim novamente ou melhor até.

domingo, 5 de junho de 2011

Essa vontade gritante, esse desejo infindável de escrever palavras pra ti

Parece que estamos bem, eu acho que estamos seguindo um caminho perto de algo seguro, perto de ti me sinto segura, estar contigo me traz paz. Tenho visto nossos erros, alguns quase irreversíveis, vejo também que estamos agindo conscientemente, evitando grandes chateações. Eu tenho sido tão transparente contigo, isso me doía, por não saber se pra ti fazia alguma diferença. Eu continuo sem saber, tu é cheio de mistérios, tenta ser, me deixa mergulhar em tua profundidade e me perder atrás do teu pensamento. Temos oscilado bastante entre a razão e a emoção, eu tenho oscilado também entre a obsessão, entre o desejo, entre o não poder, entre os sonhos e a realidade. É evidente que eu estou pronta pra te amar, tento omitir esse fato, mas a minha cabeça grita, meu corpo te deseja. O amor está aqui, atrás do pensamento. O coração só espera uma única certeza pra se entregar. Tu vive viajando, assim como eu, e é esse um dos motivos que faz com que eu me ache tão parecida contigo e me sinta tão próxima de ti. Não se se você concorda, mas acho que entende. Quando eu tento 'fugir'algo me puxa, me atrai, me leva de volta você. Quero ficar mais tempo contigo, temos tanta coisa pra falar, eu sinto isso, temos muito a ensinar, a aprender, a sentir juntos. 


Será que vamos permanecer em pêndulo ou será que vamos transcender? Só o futuro dirá.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Thaan

A palavra amigo já não define o que você é pra mim. Tu é muito mais que isso, é companheiro, confidente, minha caixinha de segredos ambulante! É mais que especial e essencial, não sei o que seria de mim sem você! Muito obrigado pelos conselhos, conversas, sorrisos, por me fazer tão bem, tão feliz, por fazer parte de mim, por não me deixar cair e por me tornar uma pessoa mais forte. Conta comigo sempre, te amo muito, e aguardo ansiosa o dia do nosso encontro. Te desejo sempre as melhores coisas do mundo <3

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Ele passava horas sentado no banco da praça teorizando sobre o que dizer quando a encontrasse… Ela perdia o foco na aula teorizando sobre como falar com ele sem assustá-lo. Se viam no parque aos domingos, iam com seu grupo de amigos, eram de grupos diferentes. Sempre trocavam olhares, e não criavam coragem pra colocar as teorias em prática. Os pais dele decidiram se mudar, o domingo seguinte seria o último em que iam se ver. Ele ficou triste, e escreveu um bilhete para entregá-la quando a visse. Se viram no parque, se olharam com a mesma ternura, ela percebeu que o olhar dele estava triste, e ficou preocupada. No fim da tarde começaram a organizar as coisas pra ir embora, ele chega nela, entrega o bilhete com uma rosa e se dirige ao portão. Ela abre, lê, fica emocionada. Vai correndo procurá-lo pra dizer que o amava também, mas ele já havia partido. Redigiu ma carta para entregá-lo, foi ao parque domingo, procurou-o em todos os cantos e não o encontrou. Perguntou a um de seus amigos se ele não iria aquele dia, e foi nesse momento que ela ficou triste e se pôs a chorar, ele havia se mudado, naquele momento tudo que ela sabia é que ele a amara durante todo o tempo que esteva lá, e não aconteceu nada entre eles por falta de coragem pra colocar as teorias em prática.