domingo, 31 de julho de 2011

" Que coincidência meu amor, a nossa música nunca mais tocou. Fique bem." 


Não era pra ser assim, após meses de correspondências, descobertas, sorrisos e tentativas de se encontrar. Não sei ao certo como a gente se perdeu desse caminho que iria nos unir... Só sei que eu dancei e no fim da melodia fiquei sem par.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

E quando ela percebeu, estava demasiadamente apegada a ele. E não sabia como agir nem o que fazer. Os erros foram se tornando frequentes, ela causava discussões com ele, porque sabe que ele não gosta de ouvir certas coisas que ela diz e não gosta de ver ela agindo maneira infantil . Ela não gosta loucamente dele, pelo menos ela diz que não. Ela tenta se enganar, mentindo pra si mesma, dizendo que ele só mais um que vem e vai, e que ela não deve se apegar porque isso vai acabar. Ela sofre, ela sabe que isso está fazendo mal pra ela, mas ela é insegura, e tem medo de chegar mais perto dele. E quanto mais ela foge, mais perto dele ela quer estar. Ela não quer fazer mal pra ele, ela não sabe o que faz. A verdade é que ela só queria, e quer muito, tê-lo ao seu lado.