sábado, 28 de janeiro de 2012

" Porque no fundo eu só sou uma pessoa vazia que procura satisfazer o ego..."


Os dias continuam passando da mesma maneira, já não resta mais nada além de uma poeira sobre a escrivaninha onde eu escrevia tantas cartas pra você, cartas que você nem sabe que existem, e mesmo que soubesse não fariam diferença, pois pra você tudo não passou de diversão. Pra mim não foi diversão, eu cheguei perto de sentir algo verdadeiro, mas não pude prolongar, e acabou sendo mais um fim normal pra algo que perdeu o sentido em meio a tanto dissabor... Esse vazio continua aqui, e, aos poucos, tudo que eu poderia sentir vai morrendo, vou percebendo que esses casos não passam de ilusão, e que essas vidas são tão usuais que nada mais me fere.

Nenhum comentário:

Postar um comentário